I9Gestão Consultoria e Treinamento Quando você precisa ser confiável!

Londrina - PR 43.3326.8704 Curitiba - PR   41.3292.8039 i9g@i9g.com.br

Artigos e Legislações

acompanhe ao lado alguns ARTIGOS
e as últimas sobre legislações.

ARTIGO - A ISO 9001 vai mudar em 2015 – E o que você precisa saber!

Foto do Produto

A norma ISO 9001, utilizada para a implementação de Sistemas de Gestão da Qualidade, está em processo de revisão por uma comissão técnica (ISO/TC 176) competente da ISO (International Organization for Standardization), e a publicação da sua nova versão, a ISO 9001:2015, está prevista para o segundo semestre de 2015. É certo afirmar que a nova norma trará mudanças profundas para os Sistemas de Gestão da Qualidade das organizações.

A revisão da ISO 9001 faz parte de uma necessidade evolutiva comum as normas de sistemas de gestão, e considerando que se trata da norma mais utilizada pelas empresas no mundo, qualquer mudança é sempre aguardada com certa ansiedade por parte das organizações. A mudança da norma é inerente a necessidade de evolução das organizações e também de estar sempre relevante para os negócios, e mantendo o ciclo de confiabilidade entre as empresas e suas principais partes interessadas (clientes, fornecedores, funcionários e acionistas).

Os objetivos principais para a atualização da ISO 9001 são:

•Necessidade de refletir práticas empresariais modernas;
•Definir um padrão normativo que possibilite maior capacidade competitiva para as organizações;
•Necessidade de incluir prática de gerenciamento de riscos e oportunidades;
•As mudanças no ambiente de negócios, refletindo na necessidade crescente da eficiência dos processos;
•Uso intensivo da tecnologia da informação e a nova terminologia dos negócios;
•Estabelecer uma estrutura básica de requisitos de Sistemas de Gestão da Qualidade para os próximos 10 a 15 anos;
•Definir estrutura uniforme para buscar a compatibilidade com outros sistemas de gestão.

Importante ressaltar que o âmbito principal da ISO 9001 permanece inalterado, sendo uma norma focada no cliente da organização, e na sua capacidade em fornecer consistentemente bens e serviços que atendam aos seus requisitos. Porém, as mudanças trarão enormes benefícios, tanto devido a estrutura da nova norma, quanto na sua nova concepção de riscos e oportunidades. A seguir, as principais mudanças previstas para a ISO 9001:2015:

•Introdução de requisitos associados a identificação do contexto da organização e requisitos de partes interessadas relevantes para o negócio;
•Adequação da linguagem para tornar a norma mais genérica e mais fácil para aplicação em empresas de serviços;
•Maior ênfase na geração e valor para a organização e para os seus clientes;
•Necessidade de novo posicionamento da liderança, uma vez que o envolvimento das pessoas passa a ser um principio de gestão;
•Introdução do conceito amplo de informação documentada, ao invés de requisitos específicos de controle de documentos e registros;
•Ampliação do enfoque de aquisição e contratação de serviços, com objetivo de considerar relevância para todos os fornecedores que geram impacto na organização;
•Melhoria no alinhamento com outras normas de gestão, como ISO 14001 por exemplo, e facilidade na integração dos sistemas;
•Consideração do impacto das mudanças nas tecnologias de comunicação e informação dos sistemas de gestão;
•Necessidade de estabelecer um planejamento para atingir os objetivos da qualidade;
•Eliminação do conceito de exclusões de requisitos, sendo agora relembrada a possibilidade de haver flexibilidade na aplicação, mas não exclusão;
•Maior ênfase nos impactos do comportamento humano para a gestão da empresa, e não somente numa base de procedimentos e registros;
•Introdução do pensamento de gestão baseado em riscos e oportunidades;
•Eliminação do requisito referente ações preventivas, passando o sistema de gestão a possuir uma abordagem completa neste enfoque, como consequência da gestão baseada em riscos.

Para as organizações que precisarão atender as mudanças da ISO 9001, a recomendação é que não façam nada com correria. A revisão encontra-se na versão DIS (Draft of International Standard), em Novembro/2014 está prevista a emissão da versão FDIS (Final Draft of International Standard), e a previsão é que somente no final de 2015 ocorra a publicação da versão oficial IS (International Standard).

Após a publicação da ISO 9001:2015, a previsão é que os organismos certificadores darão três anos para a transição, e ao invés de implementar com pressa, é fundamental que as empresas aproveitem as mudanças agregando valor, e aumentando o nível de conformidade em todos os âmbitos. Para este momento, uma boa recomendação é acompanhar o processo de revisão e manter-se informado sobre as mudanças.

 

Cleverson Forato

Consultor e Auditor

cleverson.forato@i9g.com.br